quinta-feira, 27 de Maio de 2010

Alunos da professora de Geografia Sílvia Menezes.
Escola Básica e Secundária de Ourém
Disciplina: Geografia
Ano Lectivo: 2009/2010
ACTIVIDADES ECONÓMICAS – Agricultura Moderna

Nome:______________________________________________________Nº:____Turma:____


1. Preenche o esquema seguinte:

· actividade
·criação
·carácter comercial
·intensificação
·especializada e científica
·comercial
·maquinaria
· tropicais
· mediterrânea
· intenso regadio


"A pecuária é uma ______________________ que se dedica à ___________________ de gado.
"A pecuária moderna é de __________________ _____________ e possui um elevado grau de ____________________ e de especialização.
"A agricultura moderna é ________________ ____ ____________________.
" A agricultura moderna é _______________, onde esta se dedica à produção ao mercado, utilizando abundante ____________ .
"A agricultura de plantação localiza-se nas regiões dos países _________________.
"A horticultura comercial nas regiões de _________________ ________________ , como é exemplo a região ________________, onde os produtos se destinam diariamente ao abastecimento do mercado.

2. O que é a agricultura?
______________________________________________________________________________________________________________________________________________

3. Que tipos de agriculturas existem?
______________________________________________________________________________________________________________________________________________

4. Quais são os factores físicos da paisagem agrária?
______________________________________________________________________________________________________________________________________________



6. És curioso? Faz a correspondência da coluna A com a B:

A B
Criação de Porcos • • Aviculturas
Criação de Cavalos/burros/mulas • • Suinicultura
Criação de Bicho-da-seda • • Caprinocultura
Criação de Aves • • Piscicultura
Criação de Cabras • • Equideocultura
Criação de Ovelhas • • Sericicultura
Criação de Coelhos • • Ovinocultura
Criação de Abelhas • • Apicultura
Criação de Peixes • • Cunicultura
As actividades económicas têm várias formas de classificar as actividades exercidas pelas sociedades humanas.
A agricultura é uma actividade primária (o sector primário, agrupa várias actividades económicas que se relacionam com exportações que se obtêm através de recursos provenientes da natureza, assim como exemplos temos a agricultura, a pesca…), que resulta de um conjunto de técnicas que o Homem utiliza para cultivar o solo, tendo como objectivo obter alimentos, matérias-primas, medicamentos, entre outros, com a responsabilidade de satisfazer as necessidades do ser humano.

A agricultura Moderna é científica e especializada. Esta é especializada em técnicas de drenagem de terrenos, conservação de produtos e selecção de produtos e por último a agricultura Moderna é comercial (produção mercantil).
A agricultura Moderna teve origem entre o século XVIII e XIX, após a primeira fase da Revolução Industrial, com base nas energias eléctricas e a vapor.
A invenção da máquina de separar o caroço da fibra de algodão, entre outras máquinas, possibilitou o aumento da produção, o que levou à diminuição do preço.
Houve também, neste período, um desenvolvimento do conhecimento científico e foram introduzidos novos tratos nas lavouras. Contudo, o principal factor que levou ao desenvolvimento e à modernização da agricultura foi a acumulação de bens, que proporcionaram um aumento da capacidade de financiar máquinas modernas, aumentando assim a produtividade agrícola.
Na agricultura, a paisagem agrária é aproveitada pela agricultura, que é a cultura dos campos, que é constituída pelas explorações agrícolas (blocos de terras). Esta paisagem tem factores físicos e humanos

A agricultura moderna têm várias características, (na morfologia agrária em relação às formas das explorações, os terrenos podem ser regulares e irregulares e podem ter campos fechados, abertos ou socalcos em relação ao limite das explorações, enquanto que no sistema de cultura também podemos verificar a necessidade de água e assim atribuindo os nomes de regadio ou de sequeiro aos terrenos):
Características:
Agricultura moderna
Dimensão da propriedade:
Latifúndio (Grandes explorações, onde se determina uma paisagem homogénea, dedicando-se a uma cultura).
Variedade das culturas:
Monocultura (são as explorações agrícolas, existentes numa cultura).
Aproveitamento do solo:
Intensivo (significa que existe uma produção por unidade de área elevada, sendo que permanece-se uma contínua ocupação de terreno agrícola, assim recebendo mais do que uma cultura ao longo de um ano).
Técnicas agrícolas:
Mecanização,
produtos químicos,
estufas, sistemas de rega…
Destino da produção:
Mercado Nacional
e Internacional
e Indústria .
Rendimento/Produtividade
(Rendimento agrícola é a quantidade de produto agrícola obtido por unidade de superfície.)


Além destas, a Agricultura Moderna ainda caracteriza-se:
"ter pouca mão-de-obra;
"utilização de técnicas e tecnologias modernas, como exemplo o estudo dos solos, a escolha de espécies, máquinas agrícolas…;
"uso de produtos químicos como pesticidas, herbicidas e fertilizantes químicas;
"manter explorações de grande dimensão;
"utilizar um sistema de produção agriculta extensiva (sucessão de culturas);
" utilização de um sistema de mono cultura;
"alto rendimento agrícola;
Fig.5- Cultivo dos campos "apresentação de alta produtividade agrícola;
"ter como objectivo o mercado.

Produção
Mão-de-obra utilizadaA produtividade agrícola é uma quantidade de produto obtido por mão-de-obra utilizada. PA=
Este tipo de agricultura (agricultura moderna) é característica dos países desenvolvidos. Nos países em desenvolvimento tem como designação de agricultura moderna de plantação.









Fig.6-Localização da agricultura moderna


Na agricultura extensiva cerealífera comercial, existe nas planuras férteis da Europa, tendo alto desenvolvimento e racionalização dos sistemas de cultivo. A rotação de forragens no Verão, de cereais no Inverno e uma elevada mecanização permitem obter um rendimento elevado.
Nalgumas regiões planas, como a Austrália, Canadá e EUA, as paisagens apresentam-se monótonas e uniformes, com cloro domínio da monocultura, com grandes parcelas e especialização de culturas, para além de forte apoio técnico e científico e elevada mecanização.

A agricultura de plantação localiza-se nas regiões costeiras de países tropicais, que tenha um passado colonial. As empresas dos países industrializados criaram um tipo de monocultura especializada de produtos tropicais, tais como a borracha, a banana, o chá, o café e o tabaco.
As plantações de paisagens monótonas e extensas empregam imensa mão – -de – obra nativa. O solo é constantemente plantado e a fertilidade consegue-se com produtos químicos.
Fig.7-Colheita do café
Enquanto na horticultura comercial existe as regiões de intenso regalo, com as regiões mediterrâneas onde os produtos abastecem os mercados. Com a modernização, tem-se transformado numa monocultura especializada de legumes, frutos e flores, com o uso de estufas, regas de aspersão e gota-a-gota e selecção de sementes e bolbos. A horticultura comercial surge também em pomares especializados, com a produção de maçãs, citrinos e pêssegos.

A agricultura biológica é a interacção dinâmica com o solo, os animais, as plantas e o ser humano, que são cadeias indissociáveis, que beneficiam a saúde do ecossistema agrícola, assim fomentando a biodiversidade, os ciclos e as actividades biológicas dos solos que se obtêm através de métodos culturais, biológicos e mecânicos.

Existe um método de cultivar pétalas sem solo, ao qual se dá o nome de agricultura hidropónica. Esta forma de plantar é muito benéfica para a densidade das plantas em determinadas épocas do ano. Estas plantas instalam-se em turfas ou gravilhas, onde são aplicados nutrientes artificiais. Este processo é utilizado frequentemente em climas áridos ou em países de elevada densidade populacional (normalmente locais onde existe pouca terra disponível para agricultura).

Hoje em dia a biotecnologia permite obter algodão de várias cores, fibras de algodão mais finas, compridas e resistentes, e variedades imunes a determinadas doenças. As fibras de algodão são transformadas em fios e produtos têxteis. A semente, depois de retirada a pele, é utilizada para produzir pólvora, linóleo, celofane, película fotográfica, etc.
Das sementes extrai-se o óleo do algodão, usado em margarinas vegetais e uso do fabrico do sabão. A casca e o milho da semente, ricos em proteínas, servem para a produção de farinhas, fertilizantes orgânicos e iscos de pesca.



A Pecuária é uma actividade que se dedica à criação de gado, para a obtenção de carne, leite e derivados, ovos, curtumes e lã. Os ovos, a carne, o leite e o mel são os principais produtos alimentares da actividade pecuária. O couro, lã e seda são usados na indústria têxtil e de calçado.
Nalguns sítios, ainda é utilizada a força de bovídeos e equídeos para a realização de trabalho, como lavrar a terra. O estrume dos animais é muitas vezes utilizado como fertilizante e combustível para a preparação de alimentos.
A Pecuária Moderna tem um fim comercial e possui um elevado grau de intensificação e de especialização. Os animais são criados através da inseminação artificial, selecção de reprodutores e utilização de rações para alimentar os animais. Esta pode dividir-se em extensiva e intensiva:

· na pecuária extensiva cria-se o gado em grandes espaços cercados, onde pastam em liberdade, usando-se o mínimo de mão-de-obra;

· na pecuária intensiva desenvolve-se mais nos países industrializados. Os animais são criados em espaços fechados, pretendendo-se um rápido crescimento dos animais, logo criam-se condições de temperatura adequada, faz-se o controlo sanitário e são fornecidas rações vitaminadas.

quarta-feira, 12 de Maio de 2010